Bem Vindo!!!

"Crescer todo mundo cresce, o difícil é evoluir!"

quarta-feira, 19 de março de 2008

Quem sou eu... (na íntegra)

Para o texto de abertura de meu Blog não poderia de dizer algumas palavras que penso ser eu, com um pouco de reflexão!
Lídia Mara é uma pessoa que poderia se definir em muitas palavras. Talvez o difícil seria explica-la com apenas uma delas. Excêntrica, gosta de quebrar paradigmas, desafios e vive na busca incessante da utopia. Estudante do curso de jornalismo, está em busca de aventuras e conhecimento e não ousa apontar o futuro. Mesmo com seus idealismos enumeráveis se concentra em viver um dia de cada vez. Imprevisível, tem em sua forte personalidade o carisma de não viver de passado e não guardar em sua memória aquilo que te faz mal.

Natural do signo de aquário não é muito ligada a astrologia mas admite se encaixar em algumas características ditas à aquarianos, principalmente no que se diz respeito a temperamento, personalidade e talvez comportamento. Mera coincidência a seu ver.

Nem tudo são flores, tem um tanto de personalidade forte, e às vezes a convivência pode ser um pouco difícil. Seu maior defeito? O orgulho, com certeza. A cega a ponto de, Às vezes, não perceber que está errada. E admitir seu erro, definitivamente, não é o seu forte, mas admite lutar contra isso.
Sua maior paixão é sem dúvidas sua família, apesar de durona ela guarda dentro de si um bom coração. Nunca almejou ser outra pessoa e se tivesse de nascer novamente, declara que seria a mesma, e viveria tudo igualzinho viveu, porque até os mals momentos contribuíram para ela seja a pessoa que é, seja ela boa ou ruim.

Possui uma grande saudade daqueles queridos que já se foram, Lídia tem medo da morte, não da sua, mas das pessoas que ama. Chora como ninguém, há indícios de baixa no estoque de lágrimas, talvez seja preciso um racionamento. Move seu choro com sentimentos intensos e momentos marcantes e não consegue controlar os seus sentimentos, despejando tudo numa chuva que resseca seus olhos e a faz usar colírios para recompor a demanda perdida.

Apaixonada pela anoite, o dia e a madrugada. Gosta de viver o movimento, as pessoas, festas e bagunças. Vez ou outra opta por programas melancólicos. Valoriza os amigos e as palavras daqueles que sobriamente as dizem em momentos apropriados.

Enfim, definir uma pessoa com tantos defeitos e qualidade não é uma missão fácil.
O que mais posso dizer de mim mesma? Não acredito em destino, acredito em Deus! E que nele e por ele tudo é perfeito. Pois nada nesta vida é por acaso! Não me julgue por ser assim, estou “vivendo o meu dia-a-dia e nada mais me dá prazer além de ser simplesmente eu mesma”. E acredite sou muito feliz por ser assim e ter tantas pessoas queridas comigo.